Contato@institutovaloravita.com.br

Consultoria Empresarial Mentoring & Coaching

(21) 96868-8569
(21)ᅠ97324-3868

Rio de Janeiro-RJ

(21)ᅠ97324-3868

Avaliação de Sabotadores

Você tem dificuldade em dizer não, pois acredita que pode arranhar ou estragar seu relacionamento com a outra pessoa e acaba passando por cima de você? Você procrastina suas tarefas e prefere manter o foco nas coisas que trazem prazer para não precisar olhar para as tarefas desagradáveis? Tem dificuldade em delegar tarefas pela possibilidade de perder o controle ou mesmo pela queda de qualidade que isso significa, já que a outra pessoa não tem padrões tão altos quantos os seus? Foge de conflitos, pois acredita que nada de bom pode surgir dele? Coloca-se no lugar de vítima nas situações e quando algo dá errado pensa: “Está vendo? Isso acontece só comigo!”? Ou, então, sente ansiedade constante frente a tudo que pode dar errado e sente cansaço por ter que estar atento a tudo a maior parte do tempo?

Se você respondeu sim a pelo menos uma das perguntas acima, você está se sabotando!

A autossabotagem é uma questão universal. Não é uma questão de “SE” você está se sabotando ou não. E sim uma questão de o quanto está se sabotando e como. Um estudo do Coach e pesquisador Shirzad Chamine, presidente do CTI, a maior organização de treinamento de coaches do mundo, mostra que apenas 20% das pessoas atingem seu verdadeiro potencial e utilizam suas habilidades naturais de forma plena. Os outros 80% gastam energia preciosa se atrapalhando e tomando caminhos mais longos e mais demorados do que precisariam ser (energia essa que poderia ser usada no seu desenvolvimento, crescimento e aprendizado).

A sua mente pode ser sua melhor amiga,
mas também sua pior inimiga.

A maior batalha que você vai travar na sua vida é interna. Com você mesmo. Ela abriga personagens invisíveis e está constantemente se criticando, culpando por erros passados, fazendo você sentir ansiedade, frustração e se cobrando por não ser bom o suficiente, como profissional, amigo, namorado, pai, mãe, marido ou esposa.

Por que isso acontece? 

O nosso cérebro, por herança genética de nossos antepassados, é todo voltado para sobrevivência. Quando criança, por ainda não ter maturidade e experiência emocional suficiente para lidar com os acontecimentos, o seu cérebro cria uma capa protetora que de certa forma filtra os acontecimentos para que possa lidar melhor com eles e “sobreviver” emocionalmente. Mesmo crianças que não enfrentaram nenhum problema na infância, ainda tinham medo de seus pais ficarem doentes, falecerem ou havia alguém melhor ou mais engraçado/popular na escola.

Para poupar você de danos emocionais maiores, o cérebro cria essa proteção em forma de filtro, para que possa enxergar as coisas de uma forma mais saudável e menos dolorosa na infância. Como esta proteção não some sozinha, continuamos a agir no modo “sobrevivência” mesmo depois de adultos, repetindo o comportamento e padrão mental nas diferentes esferas da nossa vida. Mesmo não precisando mais, já que agora você tem bagagem e experiência emocional suficientes para lidar com a situação sem filtros rigorosos, seu cérebro força você a agir naquele mesmo padrão antigo.

Isso é autossabotagem. Agir em um padrão antigo e inconsciente de uma forma que foi necessária no passado, mas que hoje limita você, suas escolhas, seu crescimento e seu desenvolvimento. Inconscientemente, agir de forma diferente deste padrão de “sobrevivência” significa “perigo” para seu cérebro, impedindo ou dificultando bastante que saia da sua zona de segurança e possa usar seu potencial e habilidades de forma plena.

O primeiro passo para melhorar sua carreira e relacionamentos

Trabalhar o processo de autossabotagem a fundo com meus clientes de Coaching. Identificamos como está acontecendo e como está afetando a carreira, relacionamentos e suas realizações e resultados como profissional e como pessoa. Eles conseguem perceber crenças limitantes, padrões de comportamento até então inconscientes e que os impediam de alcançar os níveis de satisfação, resultado e conquista que desejam para suas vidas, mas não estavam conseguindo. Os ganhos são incríveis e é possível identificar melhoras em diferentes áreas da vida em questão de semanas.

O primeiro grande passo que você pode dar é perceber e estar presente nas situações que está agindo desta forma. Estar consciente de quando isso está acontecendo é mais da metade do caminho andado para diminuir sua autossabotagem e começar a melhorar a forma como você emprega sua energia e seu tempo.

Na prática

Preste atenção se no seu trabalho e nos seus relacionamentos pelo menos uma das 10 situações a seguir ocorrem com você

1

Crítica constante a você mesmo, aos outros ou às circunstâncias ao seu redor. Faz você sentir culpa, decepção, baixa autoestima ou ansiedade.

2

Dificuldade em dizer não aos outros, passando por cima de você e buscando atenção, afeição ou reconhecimento dos outros por meio de agrado, elogios ou ajuda.

3

Precisa de desempenho e realização constante. Não consegue se desligar e sente culpa por não estar constantemente produzindo e baixa autoconfiança por não ter resultados positivos constantemente.

4

Concentra-se no positivo e no prazeroso de forma extrema e evita tarefas difíceis e desagradáveis. Procrastina as obrigações e foge de conflitos.

5

Tem foco no processo racional de tudo, incluindo relacionamentos. Tudo deve ser racional, lógico e os sentimentos podem ser fraqueza.

6

É movido à necessidade de estar no comando e de dirigir as ações das pessoas de acordo com a sua vontade. Precisa estar constantemente no controle das situações para que aconteçam da forma que você quer.

7

Está em constante estado de alerta, nunca descansa. Sente-se ansioso em relação aos perigos ao redor, a tudo que pode dar errado. Tenta prever todas as possibilidades possíveis de cada situação e estar preparado para elas, o que esgota sua energia.

8

Coloca-se no lugar de vítima das situações, foca em sentimentos dolorosos, martirização.

9

Está sempre fazendo muitas coisas diferentes e, ao mesmo tempo, está sempre em busca de novas atividades, já que as atuais não trazem paz ou alegria.

10

É perfeccionista, a ordem e organização são levadas ao extremo. Exige altos padrões de qualidade em, tudo o que faz e realiza e cobra dos outros o mesmo padrão, o que pode deixar as pessoas ao seu redor ansiosas e nervosas.

Você se vê em alguma essas situações?

Imagine como a sua vida poderá ser bem melhor se você tiver clareza dos seus padrões e começar a mudá-los! Que tal fazer uma sessão para identificar e conhecer o que sabota você, seus relacionamentos e sua vida?

Entre em contato comigo para agendar uma sessão de Avaliação dos Sabotadores e melhore a sua vida!

Quer contato para uma proposta personalizada?

Resultados Incríveis 

Veja o depoimentos e transformações de nossos clientes

Fale conosco

Preencha o formulário abaixo e aguarde o contato de um dos nossos profissionais.

Telefone

(21) 97324-3868

Email

contato@institutovaloravita.com.br

Endereço

Rio de Janeiro-RJ

Ⓒ Instituto ValoraVita 2020. Todos os direitos reservados.